“Esses prazeres violentos têm finais violentos” (in Westworld)

Nesta edição fantabulástica resolvemos falar sobre a nova série da HBO (canal televisivo no qual é exibido a famosa série Game of Thrones), que tem deixado todos os espectadores colados ao ecrã: Westworld!!!

Westworld é um parque temático que tem como objetivo entreter adultos, levando-os a entrar num mundo semelhante ao faroeste. Este é povoado por robôs (os anfitriões), que são programados de forma a acreditarem que são seres humanos e que vivem num mundo real. O parque não apresenta quaisquer restrições legais ou éticas para os seus clientes ricos, que procuram sexo, assassinato e aventura.

Contudo, todo o enredo sofre uma brusca reviravolta após uma atualização errada do sistema que altera o comportamento e a perceção de consciência artificial destes seres mecânicos. Este erro faz com que os residentes do parque estejam prestes a descobrir que toda a sua existência não passa de uma mentira bem arquitetada.

West

Palavras (Crítica) de uma fã assoberbada:

Westworld é uma perfeita mistura entre ficção científica e filosofia. Apesar de um pouco monótono, inicialmente, é um mistério, de 10 episódios, capaz de originar diversas teorias a cada um. Uma obra-prima com reviravoltas que fazem parte de um puzzle que, só se completa no último minuto. Ou será que nem aí?

Um aspeto a destacar é, sem dúvida, a trilha sonora de Ramin Djawadi (também responsável pela abertura de Game of Thrones), que mistura violino, piano e sintetizadores para estabelecer a combinação de orgânico e sintético da série.

Mas, o que de mais fantástico existe nesta série é o enquadramento centralizado que brinca com os pontos de atenção do espectador, como se de um espectáculo de ilusionismo se tratasse.

Rever a série, após o final da 1ª temporada, é como ver um truque passo-a-passo. Detalhes e diálogos, outrora passados despercebidos, ganham importância, demonstrando o brilhantismo dos roteiristas.

Uma série em que até o mais ínfimo detalhe é pensado e explorado até à exaustão, com um elenco de luxo (com Anthony Hopkins, Jeffrey Wright e Thandie Newton, etc.) e que nos faz pensar em questões como: a supremacia humana, a discriminação, a definição de humanidade, o limite do progresso, etc.

Com previsão de 5 temporadas, Westworld já deixa saudades… E o HajaSaúde! só quer que venham as próximas 4!!

 

Núria Mascarenhas, 4º ano

Anúncios