No dia 6 de Março de 2016, no hospital de Santa Marta foi feito o implante de um aparelho que consiste numa bomba, que aspira o sangue do ventrículo esquerdo do coração e o injeta na aorta.

Esta cirurgia foi a primeira do género, realizada com sucesso em Portugal, durou três horas e foi efetuada, na segunda-feira, num homem de 64 anos com doença renal grave, o que impedia um transplante com coração de dador, explicou o cirurgião José Fragata.

No mundo, já se fizeram cerca de 1200 implantes do género e já há doentes a viverem com estes dispositivos há 11 anos.

O implante chama-se HeartMate 3 e é a terceira geração destes aparelhos. Os ensaios clínicos do primeiro modelo começaram no início dos anos 90, nos Estados Unidos.

Em Portugal, ainda não foi realizada nenhuma cirurgia com um coração artificial autónomo, pois é uma área experimental e esse tipo de dispositivos ainda não são comercializados.

Anúncios