Kelly Pires, 3º ano

Viagens internacionais foram em tempos um luxo reservado para aqueles com mais posses e um grande espírito de aventura. Hoje, um crescente número de pessoas deixam os seus países nativos à procura de destinos paradisíacos e quanto mais misterioso o local, melhor! Mas para alguns países não importam a idílica paisagem e património desconhecido, simplesmente não são procurados. Quais são os países menos turísticos? Nesta edição do HajaSaúde! esperamos responder a essa questão e esclarecer algumas dúvidas sobre o que se passa noutras partes do mundo.

 

Um dos países menos visitados é a Moldávia, na Europa do Leste, que em 2014 viu apenas 11 mil viajantes. O turismo neste país tem vindo a descer desde 1990, atingindo o recorde mínimo de 7 mil viajantes em 2008 e ficando conhecido como o país europeu menos visitado na história. Mas, em vez de ignorar ou lutar contra esse título, a Moldávia orgulha-se em ser “o caminho menos viajado”. Desde 2010 a 2015, juntamente com a Estado Unidense Agency for Internacional Development, têm promovido as peculiaridades nacionais e indústrias niche, como os seus vinhos e relíquias remanescentes da União Soviética. Embora a campanha tenha sucedido, o turismo ainda não abunda.

7.png

Não será nenhuma surpresa que a Guiné, no oeste africano, é também muito pouco escolhida para ferias. Viram apenas 33 mil turistas em 2014, o que pode parecer um grande número mas comparando com a sua população de 12 milhões, trata se de 1 turista por cada 372 habitantes. Não existe um modo específico para saber o porquê de a Guiné ser tão pouco atractiva, mas os maiores dissuasores são certamente a crescente instabilidade doméstica, as doenças propagantes, deficit de instalações e transporte ineficiente. De acordo o Federal Travel Bureau Estado Unidense, visitantes exteriores requerem várias vacinas antes de entrarem no país, continuando, mesmo assim, sujeitos a contrair doenças como Malária, Dengue e Febre Amarela. Além disso, a Guiné continua infamemente conhecida como o primeiro país a ser afectado pelo recente outbreak de ebola, embora já não são reportados novos casos desde junho.8.png

Mas, sem margem para dúvidas, o país menos turístico é o Bangladesh, que vê um estrangeiro por cada 1.272 residentes! Isto acontece mesmo com os incontáveis locais arqueológicos, paisagens dinâmicas e uma das maiores praias do mundo que o país tem para oferecer. Embora o turismo doméstico seja rico, turistas internacionais raramente entram no país, lendo apenas as notícias sobre os disastres naturais, instabilidade política e mão de obra escrava que fazem capa de jornal. O governo de Bangladesh tentou desenvolver o turismo internacional com a campanha Beautiful Bangladesh e estabelecendo uma força policial especialmente dedicado à segurança dos viajantes. O sucesso destas iniciativas está ainda para ser visto.

9.png

Anúncios